Caxias do Sul Rio Grande do Sul Brasil

Simbologia Escoteira

FLOR DE LIS

Flor de Lis

A flor-de-lis é o símbolo do escotismo mundial, a origem deve-se a utilização da mesma em cartas náuticas representando o norte com a sua ponta, assim como uma rosa dos ventos, além de ser o símbolo da monarquia francesa desde o século XII.

Baden-Powell então a escolheu como representação do movimento que ele criara, pois idealizava a direção que o escotismo seguiria desde então, a flor-de-lis para os franceses também representava pureza de espírito, luz e perfeição, atributos incorporados no escotismo até os dias de hoje.


SINAL ESCOTEIRO

Sinal escoteiro

Com os dedos médio, indicador e anular unidos, simbolizando os três pilares da Promessa Escoteira ( Deus, Pátria e o Próximo), e o polegar se sobrepondo ao mínimo, indicando a proteção do mais forte para com o mais fraco.


SAUDAÇÃO ESCOTEIRA

Saudação escoteira

Em todas as esferas, todos os membros do movimento escoteiro, ao se verem pela primeira vez no dia se saúdam, sendo o primeiro a ver o primeiro a saudar. A saudação também é realizada para cumprimentar autoridades, durante cerimônias de hasteamento e arriamento da Bandeira Nacional. A posição dos dedos, é a do sinal escoteiro, mas ligeiramente de lado a frente da testa.


APERTO DE MÃO

Aperto de mão

Parece estranho que os Escoteiros se cumprimentam com a mão esquerda com os dedos mínimos entrelaçados. No entanto, o significado é que um Escoteiro confia no outro. Isso se deve a uma passagem na vida de B.P. Em 1893, B-P. foi enviado numa expedição à colônia britânica da Costa do Ouro (África Ocidental), para pacificar os Ashantis, fazer cumprir o tratado de 1874 e pôr a termo ao contrabando de escravos.

Quando da queda do Kamussi, um dos chefes, Prempeh veio ao encontro de B-P. e estendeu-lhe a mão esquerda. B-P. estendeu-lhe a mão direita, mas o Chefe disse-lhe: "Não, no meu país, ao mais bravo entre os bravos cumprimenta-se com a mão esquerda". B-P. reparou que, enquanto o chefe lhe estendia a mão esquerda, levantava a direita aberta, por cima da cabeça, o que significava que era um amigo leal, pois a mão utilizada normalmente para segurar a arma estava vazia.

A mão esquerda também era a mão que segurava no escudo e quando um guerreiro cumprimentava com a mão esquerda tinha que afastar o escudo, ficando, portanto, desprotegido. Este também era um sinal de confiança e de lealdade para com a pessoa que se estava a cumprimentar.

O aperto de mão com a mão esquerda demonstra algo ainda mais nobre, o desejo dos homens acreditarem uns nos outros! Os escoteiros cumprimentam-se apertando a mão esquerda!

Já o entrelaçar dos dedos mindinhos alguns dizem que é invenção brasileira, porque somos uns dos poucos países que o utiliza. Na época da 2ª Guerra Mundial, Hitler acabou com o Escotismo na Alemanha e criou a Juventude Hiterlista para servir apenas aos seus propósitos. Apesar da proibição, os escoteiros passaram para a clandestinidade e criaram o entrelaçar de dedos para se identificar naquela época de repressão.

Grupo Escoteiro Moacara

Rua Ludovico Cavinato, Parque da Festa da Uva
Bairro Santa Catarina - CEP 95032-620
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil
(54) 3207-1051